Quando crescer, eu quero ser um policial

Tempo de leitura: 5 minutos

    as crianças vêem o policial como alguém em quem elas podem confiarFoto: Prycila Patrício

Você conhece alguma criança que tem o sonho de ser um policial militar? Acredito que todo mundo conhece pelo menos um menino ou menina que já brincou de polícia com uma arminha de brinquedo.

No mês passado, um jovem de apenas 7 anos esteve com sua família no quartel da 85ª Companhia da Polícia Militar. Eu e a cabo Prycila tivemos o prazer de apresentar-lhes nossa segunda casa, como chamamos o quartel.

Hoje, o pequeno Nicolas já tem sete anos, mas seu pai disse que o filho sempre brincou de ser policial e, quando alguma viatura passava na rua, ele parava para ver e ficava muito empolgado.

Desde os 5 aninhos, Nicolas falava que queria ser policial e pedia para ir ao quartel. Há algum tempo, ele surpreendeu os pais com uma cartinha muito carinhosa dedicada aos policiais. Foi aí que Gaterson e Pollyana, seus pais, decidiram realizar o sonho do filho.

Dia de conhecer o quartel da PM

Na tarde de uma segunda-feira, Nicolas entrou pela primeira vez no quartel da PM. Ele estava acompanhado dos pais e do irmão Théo. Com um sorrisão aberto e olhos brilhando, ele me entregou a cartinha e disse que gostava muito dos policiais.

Ao ler a cartinha, fiquei bastante emocionado com o carinho nas palavras. Agradeci aquela manifestação e nosso comandante mandou que a carta fosse colocada em local de destaque para que todos os policiais pudessem vê-la.

cartinha para a policiaA partir daquele momento, acompanhei o Nicolas para conhecer as dependências do quartel. Ele passou uns minutinhos na sala de operações, que é onde funciona o 190. Ali, ele viu um policial atender o telefone e depois despachar uma viatura para atendimento de ocorrência.

Depois, foi até a sala de instrução. Naquele momento, estava acontecendo uma chamada dos policiais que iriam pegar serviço e ele pode observar um sargento dando orientações para sua equipe.

Daí, partimos para a sala do nosso comandante, major Magalhães, que recebeu os visitantes e conversou algum tempo com eles. O major perguntou se estavam gostando da visita e Nicolas respondeu que estava gostando demais e quer muito ser um policial quando crescer.

Logo em seguida, fizemos uma coisa que toda criança (e inclusive alguns adultos) tem vontade de fazer. Nicolas entrou na viatura policial com o soldado Lucas, sentou no banco do comandante, tocou a sirene e ligou o giroflex.

passeio de viatura

Para Nicolas sentir-se realmente um policial, ensinei como falamos quando estamos fazendo patrulhamento pelas ruas. Coloquei em um canal que não atrapalharia a comunicação entre as viaturas de serviço e Nicolas falou no rádio como um verdadeiro comandante de viatura policial.

Visita surpresa a casa de Nicolas

Passadas algumas semanas da visita ao quartel, fizemos uma surpresa e visitamos o garoto em sua casa. Conversamos com a família para saber um pouquinho mais sobre o Nicolas.

Nicolas Silva Viana tem sete anos e é o caçula de uma família de quatro irmãos. Além dele, tem ainda o Théo de 9, Artur de 14 e Pietro de 16 anos. Está na 2ª série da Escola Municipal José Moreira Bowen.

Nicolas é um orgulho para seus pais Gaterson e Pollyana. Ele é uma criança que faz amigos com muita facilidade, gosta de brincar de carrinho e jogar futebol na escola.

Perguntei aos pais o que eles achavam sobre o sonho de ser um policial de seu filho. Além de responder a pergunta, o pai contou um segredinho sobre o que seu filho fez antes de ir para o quartel:

Desde pequeno, Nicolas brinca de polícia e fala conosco que, quando crescer, quer ser um policial. Achamos interessante e motivamos ele a realizar seu sonho. Em um mundo de tanta violência, ver nosso filho querer ser policial é muito gratificante.

Este ano, ele nos surpreendeu com a carta feita para os policiais e pedia que eu parasse uma viatura para que ele pudesse entregar a carta. Foi quando tive a ideia de ir ao quartel.

Antes de ir, Nicolas orou a Deus para que tudo desse certo!

Ele contou sobre a visita para toda a família e seus amigos. Ficamos muito felizes de ver a alegria dele e se esta for mesmo sua vocação, faremos todo o possível para que ele realize o sonho de ser policial.

visita ao quartel da PM

Assim como Nicolas, vários outros meninos e meninas desejam ser policiais quando crescerem. Já falamos sobre isto no artigo Sonhos de criança, esperança de melhora na segurança pública.

Aos que sonharam quando crianças e já estão na idade de fazer as provas para a Polícia Militar, sugiro a leitura do artigo Qual é o segredo para passar no concurso da polícia?. Com certeza, vai ajudar a realizar seu sonho de ser um policial.

Muitos acreditam que a visita de uma criança ao quartel é um presente para ela. Mas gostaria de dizer ao pequeno Nicolas e a sua família que nós policiais é que somos privilegiados em ser referência para as crianças.

Retornando a pergunta inicial, gostaria de saber se você conhece alguma criança que sonha em ser um policial quando crescer. Talvez seja seu filho, seu sobrinho ou até mesmo um vizinho. Qual conselho você daria a esta criança?

1 comentário


  1. Parabéns a pm por esta sempre ao lado do cidadão de bem esse garoto fará muito sucesso nessa carreira Parabéns

    Responder

Deixe aqui seu comentário