WhatsApp – não deixe que ele atrapalhe sua missão

Tempo de leitura: 2 minutos

A Polícia Militar do Pernambuco lançou uma campanha de conscientização para o uso moderado do WhatsApp durante o serviço.

Esta iniciativa deu destaque a um comportamento inadequado dos policiais militares, principalmente por colocar em risco a segurança dos próprios policiais, enquanto eles utilizam o telefone celular.

Clique abaixo para assistir o vídeo da campanha:

O WhatsApp é um dos aplicativos mais utilizados atualmente, principalmente para interação entre amigos e parentes. Por outro lado, também pode ser uma ferramenta utilizada com objetivo profissional.

Dentre outras funções, destacamos a criação de grupos para divulgação de informações referentes a infratores, suspeitos e “modus operandi” percebidos pelos policiais nos locais de crime.

Torna-se uma forma alternativa de difusão das informações a todos os policiais, inclusive aqueles que estão de folga. Diversos crimes tem sido resolvidos com esta ferramenta.

No entanto, a campanha da PMPE busca chamar atenção dos policiais para o mau uso do aplicativo.

Sabemos que é quase irresistível ouvir aquele barulhinho de nova mensagem e não conferir. Mas poucos segundos de atenção dispensados ao Whatsapp pode ser o suficiente para colocar em risco toda a equipe.

Cabe a cada policial ser um fiscal do colega que está desviando o foco do serviço para o aplicativo, pois o prejuízo não é somente daquele que está disperso, mas de todos que esperam que ele esteja vigilante.

Pode parecer absurdo, mas tem sido comum flagrarmos militares patrulhando de cabeça baixa por estarem olhando para o aparelho celular.

Esta atitude vai de encontro ao principal requisito do serviço policial: a segurança.

Não é fácil manter 100% de atenção durante todo o turno de serviço, mas buscamos manter o máximo possível para voltar aos braços de nossos familiares da mesma forma como saímos de casa.

Aquele que deixa o WhatsApp dominá-lo, está passeando de viatura e não patrulhando.

Cabeça baixa não combina com a postura do bom policial!

Deixe aqui seu comentário