Minha mãe protetora

Tempo de leitura: 2 minutos

Hoje é um dia muito especial. Dia de uma pessoa que colocamos acima de qualquer coisa. Pessoa que daria sua própria vida para que a nossa fosse preservada.

Mãe: mulher perfeita, conselheira, protetora, fonte de carinho, amor e compreensão. Pensei em fazer uma justa homenagem às mamães que trabalham na área de segurança pública.

Porém, como no artigo Homenagem às bravas mulheres da segurança pública já enalteci todas as mulheres, resolvi mudar o foco e jogar os holofotes sobre as valorosas senhoras mamães dos agentes de segurança pública.

Pois bem, quando alguém fala que passou em um concurso para ser policial ou agente penitenciário, logo a família fica preocupada, falando de inúmeros riscos da profissão.

Parentes e amigos acham que pode ser perigoso. As mães, porém, não acham, têm certeza! Elas não vêem com bons olhos seus filhos queridos combatendo criminosos.

Comigo não foi diferente. Tinha apenas 22 anos de idade quando ingressei na gloriosa Polícia Militar de Minas Gerais.

Ao chegar em casa e falar que sairia do atual serviço para ser um soldado, a dona Maria Ferreira, minha mãezinha, fez cara de preocupação e falou que não gostaria que eu fosse polícia.

Foram tantos se isto, se aquilo, para ver se conseguia tirar da minha cabeça aquela ideia. Lembro até hoje.

Meu filho, se você não adaptar ao militarismo? Se você for destacado para uma cidadezinha longe de casa?

Se você for atingido por um tiro? Se um bandido marcar sua cara e quiser te pegar depois? 

Foi um verdadeiro bombardeio. Se, se, se… mas eu estava decidido.

Então ela me chamou e disse que, mesmo não concordando com minha decisão, daria seu apoio  e estaria sempre orando a Deus para que me protegesse de todos os males.

Doze anos depois, continuo na polícia, hoje na graduação de sargento, super satisfeito com minha profissão e agradecido pelo apoio de minha mãe e do restante da família.

Após este testemunho particular, gostaria de dizer a todas as mães que somos o que somos graças a educação que recebemos de vocês.

Temos uma profissão perigosa sim. E qual profissão não tem seus perigos? Somos profissionais, temos treinamento especializado e usamos nossa técnica para minimizar os riscos.

Claro que um joelho de mãe no chão em oração a Deus aumenta e muito nossa proteção.

Mamães, felicidades em todos os dias de suas vidas e que Deus as abençoe abundantemente! Feliz dia das mães!

Deixe aqui seu comentário